CÍCERO DIAS

CÍCERO DIAS nasceu em 5 de março de 1907 e passou sua infância em Pernambuco no Engenho Jundiá Grande em Escada - Zona da Mata Sul. Pintor de várias obras, já executadas em seu exílio, na França.
O artista é considerado um dos maiores nomes do modernismo brasileiro. Em 1920, aos 13 anos, Cícero Dias se mudou para o Rio de Janeiro. Foi interno no mosteiro de São Bento. Entre 1925 e 1927, teve seu primeiro contato com os modernistas.
Em 1928, realizou sua primeira exposição, em que expôs o célebre painel "Eu vi o Mundo", de 15 metros de largura. Em 1931, abriu uma exposição no Salão de Belas Artes.
No ano de 1937, foi para Paris. Um anos depois, Cícero Dias realizou suas primeiras exposições na cidade. Nessa época, em busca de novos rumos para seu trabalho, entrou em contato com as obras dos artistas da Escola de Paris. O encontro causou um impacto muito grande, o que pode ser percebido nos seus quadros do início dos anos 40, entre eles "Mulher na Praia" e "Mulher Sentada com Espelho".
Há claramente uma inspiração nas obras de Pablo Picasso.
Em 1945, ingressou no grupo Espace. No ano seguinte, mostrou seus trabalhos na mostra na Exposition Internationale d'Art Moderne, no Museu de Arte Moderna de Paris.

No início dos anos 60, o artista pintou diversas telas com retratos de mulheres. Por volta de 1980 , Cícero Dias agraciou a Casa da Cultura de Pernambuco doando esses dois belíssimos painéis instalados no “ HALL CENTRAL DA CASA DA CULTURA”, que representam as duas Grandes Revoluções Pernambucanas : 06 de Março de 1817 e 02 de Julho de 1824.



"A Revolução de 1817"
eclodiu pelo ideal de Libertação de Portugal e, Pernambuco conseguiu ficar Independente por 73 dias. Foi quando se instaurou a Bandeira de Pernambuco, que até hoje é a Bandeira Oficial do Estado.



"A Revolução de 1824"
que teve como dirigente principal ‘Frei Caneca” que liderava o Movimento contra o Sistema Imperial “arbitrário” de D. Pedro I.

Em 2000 Cícero Dias veio inaugurar uma praça projetada por ele, com a Rosa dos Ventos, no Marco Zero, considerado o ponto inicial da cidade do Recife.

Em fevereiro de 2002, Dias esteve na capital pernambucana para o lançamento de um livro sobre sua trajetória artística e fez também uma exposição na galeria Portal, em São Paulo.

Morre Cícero Dias Folha Online 28/01/2003 - 15h52 O artista plástico pernambucano Cícero Dias morreu, aos 95 anos, em sua casa em Paris, de falência múltipla dos órgãos. E, deixa um legado artístico incomensurável.....para o Mundo.

É dele a frase célebre : ”Eu ví o mundo, ele começa em Pernambuco!”